\\ PESQUISE NO BLOG

domingo, 21 de agosto de 2011

FRANKLIN 04

Composição 4 - sala Vianinha - "Fato, ele foi comido pelo câncer"

trechos de poemas, editados. Muitos trechos falando sobre a dor. E sobre o corpo, um corpo que despenca, que dói... "Deixa explícita a escolha esta de permanecer sofrendo...". Lendo os trechos escolhidos entendi que a nudez era imprescindível. Não tinha entendido que haveriam outros no ensaio. Tive medo e vergonha. Talvez por isso as luzes apagadas. A ideia era dar um depoimento pessoal, minha relação com o meu pai, misturado a algumas especulações a respeito de Franklin, e uma pesquisa com os gritos e as quedas e o não conseguir levantar. Guturalidades. Um parto. Uma curra. E não, não um macaco. Mais um porco morrendo. Violência.

Um comentário:

machadinho disse...

Frank começa falando por trás da plateia. Fala sobre sua dor, uma dor que é só dele. Luzes apagadas, iluminação vem de fora da sala. Fala do pai, de sua morte e de que às vezes pensa em seus delírios que matou seu pai. Diz que não gosta do pai, nem nunca gostou. Relembra momentos desconcertantes que passou ao lado do pai em sua infância: o hálito do pai era ruim. Muitas dores. Vai se desnudando e se joga muitas vezes no chão, uma sequência grande de quedas, gritos e frases sobre dor e sobre o pai. Parece um bicho em agonia.